Seguidores

sábado, 15 de janeiro de 2011

Lesões musculares em corredores

Todo corredor de rua ou praticante de qualquer outro tipo de atividade física, esta suscetível a ter uma lesão. As lesões ocorrem normalmente nos músculos, osso, tendões e ligamentos.
 Ela poder ser causada por vários fatores como: métodos de treinamentos incorretos, anomalias estruturais, fraqueza dos músculos, encurtamento muscular, excesso de treinos ou treinos em terrenos desapropriados e uso incorreto dos tênis ou tênis impróprios para o tipo de pisada do corredor.
As lesões podem tirar os atletas dos treinos e competições por uma semana, um mês ou por um longo prazo.
Elas podem causam um pequeno incômodo, e depois de dias ou semanas se transforma em uma dor aguda que impossibilita o atleta, de correr e também surgir a qualquer hora durante uma corrida.
As principais lesões são: fascite plantar, tendinite patelar, síndrome da banda iliotibial, canelite (periostite tibial), tendinite calcânea entre outras.
Os tratamentos para lesões, poder se desde o uso de crioterapia (tratamento com gelo), uso de analgésicos e antiinflamatórios, sessões de fisioterapia, até procedimentos cirúrgicos.
Abordarei os tipos de lesões com mais detalhes nas próximas postagens.
Se você já teve algum tipo de lesão, deixe seu comentário abaixo:

4 comentários:

  1. ---------\\\\|/---------
    --------(@@)-------
    -o--oO--(_)--Ooo--
    Em 2008, estreei nas Ultramaratonas e quando alcancei o Km 15 numa subida bem forte que demorou para subir 20 minutos, daí de repente eu senti uma dor na panturrilha, em vez de parar, nem quis saber, diminui a velocidade e fui até o final, completei os 50 Km em 04 horas 00 minutos e ainda fui o primeiro na minha faixa no pódio fiquei feliz a beça, mas por não ter parado no Km 15 eu fiquei 02 meses parados com uma lesão na panturrilha sem poder correr, fiz Fisioterapia 03 vezes por semana fazia 03 vezes ao dia clioterapia colocava uma bolsa de gelo na panturrilha durante 20 minutos, depois eu era levado para uma sala em que colocava um óculos escuros e a fisioterapeuta passava na minha panturrilha um raio laser durante 05 minutos e por último eu fazia uns exercícios, o médico me passou 10 sessões de fisioterapia, fiz a 1a, 2a, 3a, 4a e na 5a fisioterapia eu já não aguentava mais ficar sem correr e não via nenhuma melhora daí eu questionei a Fisioterapeuta o pq que não melhorava, pois daí ela me respondeu tenha PACIÊNCIA que vc vai ficar bom, eu acho que faltava uma semana e meia para a Meia Internacional do Rio e daí fiz a 6a fisioterapia
    que eu me lembro essa sexta sessão eu acho que foi numa quarta-feira e a Meia do Rio seria no próximo Domingo, daí eu fiquei quietinho, chegou no Sábado eu decidi, bom vou correr a Meia Maratona se eu sentir dor durante o percurso eu paro se eu não sentir vou até o final e daí fui correr, graças a Deus eu não sentir a dor na panturrilha e terminei a Meia em 01 hora e 30 minutos e feliz da vida e quando chegou na sétima seção de fisioterapia eu fui ao médico e disse que era para ele me dar alta e expliquei o motivo, pois ele disse que eu era maluco por ter feito aquilo e com isso ele me liberou...Não digo para todos os corredores fazerem o que eu fiz a intenção aqui foi de me expressar o que aconteceu comigo, se algum corredor passar mal ou sentir dor em qualquer corrida avalie sua situação.

    Acesse:
    http://www.jmaratona.com/2008/10/agradecimento-fisioterapia.html

    Parabéns pela matéria e bons treinos,

    Jorge Cerqueira
    www.jmaratona.com

    ResponderExcluir
  2. Iniciei no asfalto em maio do ano passado e a transformação na minha vida foi radical. Sem orientação, colocava o tênis e percorria um determinado trecho – 2, 3, 5, 7 e atualmente 10km; participava de todas as provas que havia na cidade onde estou residindo (Petrolina-PE). Após 07 meses e faltando 15 dias para o Circuito das Estações Adidas – Verão em Salvador/BA, onde correria 10km, senti fortes dores na parte interna da panturrilha esquerda. Comecei auto-medicação com anti-flamatórios e analgésicos por uma semana sem desaparecer as dores. Só então procurei um ortopedista, que em razão da baixa população da cidade, não tinha especialidade na área esportiva. Fiz uma ressonância magnética que não indicou qualquer trauma. Participei da prova programada no sacrifício e diminuindo o ritmo para poder cruzar a linha de chegada. Concluí a prova em 57:08. Não estou conseguindo nem trotar por 2km sem que a dor, que agora também atinge a parte externa e superior do tornozelo esquerdo, se apresente. Estou numa tristeza sem fim. Gostaria de participar da minha primeira meia (Meia internacional de Florianópolis em 19/06) e estou sem perspectiva de retomar os treinos. Irei procurar um personal running para me orientar quanto ao especialista de saúde que devo procurar e quanto a possibilidade de participar desta prova, dado o pouco tempo que tenho. Espero que possa retornar o quanto antes para o asfalto. Demétrius Ferraz.

    ResponderExcluir
  3. ha cinco dias fui treinar muay thai, e ao chutar o saco com a perna direita, e meu joelho da perna esquerda deu uma fisgada, dai então começou uma dor insuportável na lateral do joelho esquerdo. as vezes não consigo nem dobrar o joelho de tanta dor,já tomei ibuprofeno,duas voltaren, e dexa citoneurin, mas ñ melhorou nada.ja pus gelo, massagens com todo tipo de gel e pomadas até aerosol. o que faço não aguento mais?

    ResponderExcluir
  4. As vezes procuramos por soluções caseira, mas a melhor coisa que você faz e consultar um médico que vai fazer um diagnostico correto do seu caso e vai indicar o medicamento correto ou sessões de fisioterapia por exemplo.
    Te desejo melhoras !!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...