Seguidores

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Como foi: XV Troféu Cidade de São Paulo

No dia 25 de Janeiro, a cidade de São Paulo comemorou 458 anos, e para nós corredores de rua, a melhor forma de comemorar é correndo. Com organização da JJS Eventos a prova começou ás 08:00 com largada próximo ao Obelisco do Ibirapuera com percursos de 10 Km, 6,1 KM e caminhada.
A vitória nos 10 km ficou com o Queniano Nicholas Keter com o tempo de 30min17s e no feminino com a corredora da Tanzânia Natalia Sulle com o tempo de 36min35s.
O melhor Brasileiro na prova foi o Rafael  Novaes com a segunda colocação com o tempo de 30min21.
A prova contou com cerca de 9 mil corredores e foi realizada sobre um forte sol.



Classificação Geral dos 10 km
Feminino

1ª – Natalia Sulle (Fila), 36min35s
2ª – Bornes Kitur (Fila), 37min05s
3ª – Drielly de Souza (ECPINHEIROS / ASICS), 37min55s
4ª – Tatiana Araujo (ECPINHEIROS / ASICS), 38min15s
5ª – Maria José Alves (LUASA), 39min18s

Masculino

1º - Nicholas Keter (Fila), 30min17s
2º - Rafael Novaes (ECPINHEIROS / ASICS), 30min21s
3º - Reginaldo Campos Junior (BMF / BOVESPA / PAO de AÇÚCAR), 30min22s
4º - Nelson Mbuya (Fila), 30min24
5º - José Roberto Pereira de Jesus (LUASA), 31min01s

Foto do site da JJS Eventos


Corrida de 6,1 km - Na disputa dos 6,1 km os campeões foram João Ribeiro (Probiótica) com o tempo de 20min39s e Andreia Aparecida Hessel (Cisa Trading), que completou a prova em 24min09s.

Agradecimentos

Quero agradecer muito o convite da 
Patrícia Melendi da CDN Digital, que juntamente com a Tetra Pak concederão as inscrições para a prova gratuitamente. 

E gostaria de parabenizar todos os participantes que se inscreverão, através de postagens no blog ou na opção curtir do facebook, na promoção para concorrer a inscrição para XV Troféu Cidade de São Paulo, fiquei muito feliz com a participação de todos e o sucesso da promoção.
Dos ganhadores, apenas  o Fábio Namiuti enviou as informações para o cadastro no prazo estipulado.

Movimento Nacional  pela Reciclagem

A prova marcou o  lançamento do Movimento Nacional pela Reciclagem, que tem como objetivo estimular a coleta seletiva de embalagem longa vida.
Para sabe mais acesse aqui.









Foto do site JJS Eventos


A minha prova

Quando terminei a SS no ano passado no mesmo local desta prova, logo pensei que a primeira prova de 2012 seria XV Troféu Cidade de São Paulo, prova esta que nunca havia participado, mas tinha muita vontade de participar, como era uma prova muita próxima da Oral B, optava pela última. Recebi o  convite para prova, como estou com uma lesão, minha programação era acabar a fisioterapia uma semana antes da prova e treinar até lá.

Terminei de fato as sessões de fisioterapia, não sentia dor e fui treinar, conforme o planejado, mas voltei a sentir dor e não podia perde a prova, a base de anti - inflamatórios consegui acorda dia 25 sem dor.



Enfrentei um trânsito na Avenida Rubem Berta  e larguei com quase seis minutos de atraso. Estava com muita vontade, enfrentei um grande tumulto, e mesmo não correndo tão rápido e fora de ritmo passei vários corredores, encontrei pela frente muitos corredores andando e formando um paredão de quatro corredores ou mais o que levou alguns corredores a tentar desviar pela calçado o que pode ocasionar lesões, o que aconteceu com um corredor chamado André.
Faltou nesta prova separar os corredores por ritmo e por percursos.
Voltando para a prova, depois da subida na Avenida Rubem Berta, senti um pouco a falta de treinamento, mesmo assim segui até o final , como sabia que não estava bem condicionado como nas outras prova, optei em correr os 6,1 km e terminei com o tempo de 31min53s, chegando em 107ª colocação e 22ª colocação por faixa etária. Ficando em média três minutos mais lento nesta prova que a minha média para esta distância.
No final recebemos um bom kit e na tenda do Carrefour tinha suco e frutas à vontade, muito boa a iniciativa.
                                  
Camiseta









Kit Pré Prova

Foto do site da JJS Eventos

Medalha



Kit Pós Prova

kit de chegada com isotônico da Marathon;
 caixinha com 200ml de suco de fruta;
 uma barrinha de cereal 25g;
 uma banana; 
um mini pão de mel de 10g; 
e um torrone de 45g


Inscrições

As inscrições podiam ser feitas pela internet ou na sede da JJS Eventos.
Inscrições Premium, recebe em casa R$ 85,00
Corrida 10 km e 6,1 km R$ 55,00

Avaliação

Hidratação: Bem distribuída, em média a cada 2 km. Ótimo

Local da Prova: Fácil acesso. Bom

Percurso: bem conhecido dos corredores de São Paulo. Bom

Camiseta: Azul, bem básica.Bom

Medalha: Achei a medalha bonita.Bom

Kit Pós Prova:  Caixinha de Suco,banana, torrone, pão de mel, barra de cereal e isotônico. Bom

Kit pré Prova: Recebi em casa. Ótimo

Estacionamento: Não tinha

Guarda Volume: Não utilizei.

Vestiários: Não utilizei.

Sanitários: Achei muito pouco, poderia ter mais, sujos... regular.

Divulgação do Resultado: Foi rápida. Bom

Ambulância; durante o percurso não lembro de ter visto. Da chegada até a retirada do kit - pós prova, não vi nenhuma e ninguém para prestar socorro, caso precisasse, ainda bem que não precisei.!!! Ruim 

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Qual é a melhor ou as melhores Corridas de Rua da Cidade de São Paulo?



Neste dia 25 de Janeiro, a cidade de São Paulo comemora 458 anos. A cidade tem uma população de quase 11.000.000 habitantes, 1.530 quilômetros quadrados de área, 1.769 estabelecimentos de saúde, 40 hospitais públicos, 61 hospitais particulares, 24.957 leitos hospitalares, 99 bases móveis da Polícia Militar, 93 distritos policiais, 04 postos do Poupatempo, 146 faculdades, 26 universidades, 410 hotéis,  12,5 mil restaurantes, 160 teatros, 110 museus, 260 salas em 55 cinemas, 240 mil lojas, 79 shoppings, 37 mil táxis,15 mil ônibus urbanos,1.335 linhas de ônibus, este são alguns número desta grande metrópole.




Na corrida de rua não seria diferente, pois a cidade tem várias provas e as mais importantes do País, como a Corrida Internacional de São Silvestre e a Maratona de São Paulo.
São tantas provas, que às vezes ficamos na dúvida entre correr duas e até três prova no mesmo dia, quando não corremos dois dias seguidos como um Sábado à noite e outra já no domingo pela manhã.

No dia em que comemoramos o aniversário da cidade de São Paulo, temos a realização do Troféu Cidade de São Paulo, uma forma de correr e homenagear o aniversário desta grande cidade. A Corpore  organiza um circuito que dura o ano todo com provas tradicionais como: Corrida Centro Histórico, Corrida Dos Bombeiros e Samsung Zumbi dos Palmares.

A track & Field têm a Run Series com provas no Parque Villa Lobos entre outras.

A JJS Eventos organiza o Troféu Cidade de São Paulo e  Troféu da Independência.

A yescom além de organizar a corrida internacional de São Silvestre, tem também a Maratona e Meia Maratona de São Paulo.


Para quem gosta de emoção, tem a possibilidade de correr no Autódromo de Interlagos na Super 9 K ou no Anhembi com a Indy Run 8K.

As mulheres não foram esquecidas, além de alguns privilégios em algumas provas como um espaço exclusivo, banheiros, camisetas, forma criadas provas especialmente para elas como : Circuito Vênus, Circuito W Run,  e a M 5K São Paulo.

Para quem não estar muito a fim de colocar a mão no bolso, a Prefeitura de São Paulo realiza o Circuito Popular com corridas gratuitas.

Para quem gosta de correr em grupo ou fazer uma corrida mais descontraída com os amigos, temos as corridas de revezamento e as principais são : Maratona de Revezamento Pão de AçucarAyrton Senna Racing DayEcorrida 30K


São tantas corridas que fica díficil escolher a melhor ou as melhores, certamente devo ter esquecido alguma, com tantas provas, não é fácil lembrar de todas.

Tem muitos corredores que vem de outras cidade e até Estados só para correr na cidade de São Paulo.

Amigos e colegas, gostaria que vocês escolhessem a melhor ou as melhores corridas da cidade de São Paulo ?

domingo, 22 de janeiro de 2012

12 coisas que seu treinador gostaria que você soubesse

Entre elas estão: abdominais não diminuem a barriga, treinar em jejum não ajuda a emagrecer e resultado é sinônimo de disciplina.

Yara Achôa, iG São Paulo

Quem inicia a malhação, além da bolsa da academia, costuma carregar uma bagagem de mitos ou informações erradas.
No mundo ideal, certamente os treinadores gostariam que cada aluno já chegasse à academia sabendo algumas coisas básicas sobre atividade física.
Pensando nisso, o iG Saúde conversou com especialistas que deram preciosas dicas para você entender melhor o papel da atividade física e assim potencializar seus resultados.
Foto: Thinkstock/Getty Images
1. Treinar em jejum não ajuda a emagrecer. “É um erro clássico. Quando você fica horas sem comer, cai o nível de "combustível" (ele se chama glicogênio) necessário para manter o corpo funcionando. Se estiver em baixa, será extraído dos músculos, provocando perda de massa muscular e fraqueza”, explica o professor de educação física Carlos Henrique Augusto, supervisor técnico da Run For Win Assessoria Esportiva, de São Paulo. Além disso, a fome em conjunto com a exaustão pode levar a tonturas e desmaios. 
2. Milagres não acontecem: você não resolve em pouco tempo o que levou anos para acumular. “Se você esteve muito tempo parado, não adianta voltar querendo malhar todos os dias. Não dá para querer compensar o tempo perdido. É necessário descansar entre um treino e outro. Quem não respeita isso e está fora de forma, pode acabar se lesionando e parando por um tempo ainda maior”, alerta o treinador e atleta Nelson Evêncio, presidente da Associação de Treinadores de Corrida de Rua de São Paulo (ATC-São Paulo).
A busca pelo resultado rápido não é saudável. “É comum ver gente fazendo um esforço fenomenal para atingir determinado objetivo e não conseguir manter o que foi conquistado depois. A mudança deve ser gradual”, orienta o personal trainer e fisiologista Givanildo Matias, diretor da rede Test Trainer, de São Paulo. 
3. Correr de moletom para queimar mais calorias não adianta nada. Você não queima gordura, apenas perde líquido. O excesso de roupa só prejudica a malhação, já que traz desconforto em função da alta temperatura, tornando o treino menos eficiente. “Perder líquido em excesso durante o treino é submeter-se às consequências da desidratação e ainda não obter o resultado esperado”, diz o treinador da Run for Win. 
4. Correr na esteira não é correr. “É praticamente saltar no lugar, com a esteira rodando sob os pés. Correr significa empurrar o peso do seu corpo para frente. E para isso os músculos da parte posterior da coxa e glúteos fazem um grande esforço”, diz o personal trainer Carlos Klein, da equipe Movimente-se, de São Paulo. Segundo ele, na esteira isso não acontece, pois o equipamento faz o trabalho de empurrar o pé para trás, economizando energia para os músculos. “Se quer realmente correr, vá para a rua, o parque ou a praia”, sugere. 
5. Aquecimento na esteira não prepara o corpo para o treino de musculação. De acordo com Klein, o ideal é fazer um alongamento dinâmico, com movimentos semelhantes aos da ioga, que aquecem, aumentam a flexibilidade e deixam o corpo preparado para pegar pesado. 

6. Treinos de musculação não deixam a mulher com corpo de fisiculturista. “Ouço muita garota dizer que não treina musculação porque não quer ficar forte igual a um homem. Isso não vai acontecer, a não ser que você queira. Os treinos de musculação podem ter vários objetivos e são montados levando em conta diversas variáveis como intensidade, quantidade de repetições, velocidade das repetições, número de séries, tempo de intervalo entre as séries e quantidade de exercícios para determinada musculatura”, explica o treinador Carlos Henrique Augusto. 
Foto: Thinkstock/Getty ImagesAmpliar
Excessos no final de semana podem comprometer seus esforços
7. Sim, o final de semana pode estragar tudo. Para o treinador Givanildo Matias, os sábados e domingos costumam ser os vilões dos bons resultados. “As pessoas acabam aumentando o consumo de calorias com pizza, churrasco, bebida, doces, massas, além de diminuir o gasto calórico“. 
8. Não, abdominais não diminuem barriga. Esses exercícios, ainda que realizados com ajuda das “máquinas milagrosas”, mobilizam, no momento do exercício, a musculatura do abdome e não a gordura localizada. “Se você espera ter uma barriga chapada, faça exercícios gerais de musculação (abdominais também) e não esqueça os aeróbios, como corrida e caminhada”, diz o treinador Carlos Henrique Augusto. 
9. Para queimar gordura o treino precisa ter intensidade. “Pode caminhar o quanto quiser ou até correr longas distâncias, mas o método mais eficiente para queimar gordura é acelerar o ritmo e chegar perto da exaustão, em pequenos intervalos de muita intensidade”, diz o personal da Movimente-se. 
10. Correr de tênis não necessariamente minimiza o impacto nas articulações. “O calçado de corrida pode muitas vezes provoca um tipo de pisada com o calcanhar que acaba gerando mais impacto no corpo. Muita gente tem experimentado a correr descalço ou com calçados minimalistas, do tipo Five Fingers, que levam a uma pisada frontal, menos impactante ao corpo”, explica o personal Carlos Klein.
11. Disciplina é fundamental para ter resultados. A atividade física deve estar inserida na agenda de quem realmente busca resposta aos exercícios. “Durante a semana vários obstáculos aparecem, mas você nunca deve perder o foco. Comprometa-se com o que pode cumprir e siga a risca”, sugere o diretor da Test Trainer. 
12. É preciso mudar o estilo de vida e mexer na causa do problema. Quem realmente pretende ter uma vida saudável e um bom resultado estético não pode se limitar apenas ao momento da atividade física. “Algumas pessoas saem da academia e têm coragem de pegar um elevador para subir apenas um lance de escada ou tirar o carro da garagem para ir à esquina comprar pão. Mexa-se e cuide-se o dia todo”, orienta Matias. 











LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...