Seguidores

terça-feira, 4 de março de 2014

Entenda a polêmica sobre a participação de atletas estrangueiros em provas


Assunto motivo de protestos no final do ano passado gerou comunicado à Polícia Federal, responsável pela fiscalização dos atletas. 

Depois de alguns anos sem bandeiras verde-amarelas no pódio das principais provas do Brasil, um grupo de fundistas brasileiros resolveu fazer uma manifestação no Circuito de Corridas da Caixa de 2013. Este protesto gerou um documento oficial, protocolado na Polícia Federal por Alexandre Luiz Minardi, diretor técnico de atletismo do Cruzeiro Esporte Clube. O motivo seria o excessivo número de estrangeiros que competem as provas em situação irregular.

Outro motivo seria o extenso calendário do ranking que os brasileiros têm que competir sem tempo de descanso, com provas de dez quilômetros, meia maratona e maratona, enquanto o grupo de africanos que compete no país corre apenas algumas provas e se renova de três em três meses.

Nelson Evêncio, presidente da ATC (Associação dos Treinadores de Corrida de São Paulo), explicou que a lei diz que todo estrangeiro participante de alguma prova premiada em dinheiro deverá apresentar uma carta-convite da organização do evento, liberada pela embaixada de seu país de origem.


Segundo o presidente, muitos atletas correm sem a autorização da embaixada e com o visto de turista, prática que torna ilegal a execução de atividade remunerada por parte do corredor. A baixa fiscalização e consequente vitória dos estrangeiros nas provas, resultante de melhores condições de treino, ainda gera escassez de novos talentos brasileiros nas categorias de bases.

A CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), estabeleceu em 2009 normas que regulamentam a participação dos estrangeiros, porém a fiscalização deve ser colocada em prática pela Polícia Federal. Após o seminário da entidade, onde o assunto foi amplamente debatido, o presidente José Antonio Martins Fernandes prometeu dar mais atenção ao assunto, sempre fazendo cumprir as normas em provas com Permit da Confederação.

"Não temos nada contra a presença dos estrangeiros no Brasil. Pelo contrário, aqui como em qualquer país do mundo, temos que ter essas feras para elevar o nível técnico das provas e automaticamente dos brasileiros", comenta Minardi. "Porém, queremos a diminuição desses estrangeiros e que venham com visto de trabalho e Carta Convite. Estamos lutando pelos nossos direitos", completa.


Matéria publicada no site Webrun.
Retirada do Portal da Educação Física
http://www.educacaofisica.com.br/index.php/esportes/canais-esportes/outras-modalidades/26984-entenda-a-polemica-sobre-a-participacao-de-atletas-estrangeiros-em-provas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...